Notícias da Comissão de Pesquisa

Grupo liderado por astrônomo do IAG-USP descobre gêmeo de Júpiter em torno de gêmea do Sol

Uma equipe de liderada pelo astrônomo Jorge Melendez descobriu um planeta com massa muito semelhante à de Júpiter, em órbita de uma estrela do tipo do Sol (HIP 11915), à mesma distância da estrela que Júpiter do Sol. Essa descoberta ganha relevância porque teorias apontam que Júpiter desempenhou papel fundamental na configuração de nosso Sistema Solar.

Selecionado para prêmio nos EUA, professor Sylvio Ferraz Mello recebe homenagem na USP

Sylvio Ferraz Mello, professor emérito do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, foi homenageado em cerimônia promovida em parceria com a Pró-Reitoria de Pesquisa. 

Pós-doutorado em Astrofísica de Altas Energias Teórica e Observacional

Estamos aceitando aplicações para bolsas de pós-doutorado FAPESP para começar em 2015, no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP) para trabalhar com Elisabete de Gouveia Dal Pino e seu grupo dentro do projeto temático financiado pela  FAPESP "Investigação de Fenômenos de Altas Energias e Plasma Astrofísicos: Teoria, Simulações Numéricas, observações e instrumentação para o Cherenkov Telescope Array (CTA)".
 
O objetivo é estudar fenômenos de magneto-hidrodinâmica e  altas energias  em estrela

Jovem Pesquisador em Astrofísica de Altas Energias Teórica e Observacional

Estamos aceitando aplicações para um cargo de Jovem Pesquisador com financiamento FAPESP para começar em 2015, no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP), para trabalhar com Elisabete de Gouveia Dal Pino e seu grupo no projeto temático financiado pela  FAPESP "Investigação de Fenômenos de Altas Energias e Plasma Astrofísicos: Teoria, Simulações Numéricas, observações e instrumentacção para o Cherenkov Telescope Array (CTA)".
 
O objetivo é estudar fenômenos de magneto-hidrodinâmica e altas energias em

IAG abre inscrições para vagas de pós-graduação e pós-doutorado em Geofísica

O Programa de Pós-Graduação em Geofísica do IAG recebe até o dia 28 de novembro de 2014 inscrições para o processo seletivo de vagas do Mestrado, com ingresso no primeiro semestre de 2015. O edital está disponível para consulta (PDF).
 
Inscrições para o doutorado em Geofísica são recebidas em fluxo contínuo, com avaliações periódicas. A última avaliação de 2014 incluirá as inscrições realizadas até 21 de novembro.

XIX SICIAG premia os melhores trabalhos de Iniciação Científica do IAG

 
A Comissão de Pesquisa do IAG realizou nos dias 25 e 26 de agosto a 19ª edição do Simpósio de Iniciação Científica do IAG (SICIAG). Foram premiados os melhores trabalhos de cada área:
 
Astronomia
Aluno: Lucas Alexandre Schirbel
Orientador: Prof. Dr. Jorge Luiz Melendez Moreno
Título: "HIP114328: Uma gêmea solar pobre em elementos refratários e lítio"
 
Geofísica
Aluna: Denise Silva de Moura
Orientadora: Profa. Dra.

Seleção de bolsistas de Iniciação Científica para projeto de pesquisa em Ciências Ambientais

 
O Grupo de Micrometeorologia do IAG/USP seleciona candidatos a 02 (duas) bolsas de Iniciação Científica (conforme edital anexo) para atuar no Laboratório de Micrometeorologia e Laboratório de Interação Ar-Mar (salas 339 e 109 - Prédio Principal do IAG/USP), localizado na Rua do Matão, 1226, Cidade Universitária, São Paulo, sob a r esponsabilidade do Prof. Dr.

IAG-USP assina convênio internacional de radioastronomia

A USP, a Fapesp e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva da Argentina finalizaram a assinatura de um convênio para a construção de um rádio observatório. O projeto LLAMA (Large Latin American Millimeter Array) contará com uma antena de 12 metros de diâmetro capaz de detectar ondas de comprimento milimétrico e submilimétrico do espectro eletromagnético. A previsão é de que a antena entre em funcionamento até 2017.

Pesquisa de astrônomos do Brasil e EUA com planeta extrassolar dá pistas sobre processo de formação planetária

Astrônomos da Universidade de São Paulo e da Universidade do Texas realizaram a primeira detecção da assinatura espectral do núcleo rochoso de um planeta gasoso gigante.

Equipe com astrofísicos brasileiros mostra detalhes da Nebulosa do Homúnculo em mapeamento tridimensional

Um grupo de nove astrofísicos – três deles brasileiros –produziu um mapa tridimensional da nebulosa de poeira que envolve a estrela Eta Carinae, uma das mais estudadas da Via Láctea. O trabalho foi publicado em 8 de julho de 2014 no periódico científico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Para realizar o mapeamento, foram utilizados dados obtidos com o espectrógrafo X-SHOOTER, montado no telescópio VLT do ESO.